Ouse e combine mais cores na casa ou apartamento

28 de abril de 2021 em  Dicas

As combinações de cores que dão vida ao ambiente

Entenda as cores e como elas podem mudar completamente a vida de um ambiente e aplique na sua casa

As cores são fenômenos físicos gerados pela luz e podem dar uma nova vida ao ambiente. A branca é criada a partir da união de vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta. A preta surge da ausência total de luz.

Ao longo da história humana, fomos descobrindo como usá-las, digamos, no mundo físico, palpável, no dia a dia. Os primeiros pigmentos vieram da combinação de minerais, gordura animal e carvão queimado, misturados a água ou óleo.

Entenda as cores

Matiz, tom e intensidade são algumas características presentes em todas as cores. Matiz define as tonalidades. Tom corresponde à quantidade de luz presente e classifica as cores em claras e escuras. Intensidade, alta ou baixa, determina a presença de brilho.

Há inúmeras subdivisões para as cores. As mais conhecidas são neutra, seca, pastel e vibrante.

As neutras são facilmente combinadas, de forma harmônica, com qualquer outra cor, como o preto, o branco e o cinza.

Ao acrescentar cores a essa base é formada uma composição neutra. Um exemplo é a adição do amarelo e do laranja, que formam, respectivamente, o creme e o bege.

As secas nascem do uso do cinza em sua fórmula, tornando-as mais fechadas e sóbrias. Cores neutras podem ser tanto mais alegres quanto mais secas conforme a quantidade de cinza.

Os tons mais secos são ideais para combinar com outras cores e criar uma paleta discreta, de menor impacto, mas não menos expressiva.

As populares cores pastéis são geradas a partir da adição de branco em grande quantidade na sua composição, criando tons bem claros, suaves e alegres. Não possuem nem cinza nem preto em sua base.

As cores conhecidas como vivas ou vibrantes podem ser claras ou escuras, sempre marcantes e chamativas. São perfeitas para destacar uma parede, um móvel ou objetos decorativos e tornar o espaço mais ousado. Sua utilização deve ser pontual, para não tornar o ambiente cansativo.

Usando o Círculo Cromático

O Círculo Cromático é composto por 12 cores, sendo três primárias, três secundárias e seis terciárias.

As primárias – vermelho, amarelo e azul – são conhecidas como “cores puras”, porque não são formadas pela mistura de outras.

A união de duas cores primárias dá origem às três secundárias. O verde vem da mistura do azul com o amarelo. O laranja, da junção do amarelo com o vermelho. E o roxo ou violeta nasce da combinação do vermelho com o azul.

As terciárias vêm da mistura de uma cor primária com uma secundária. A partir disso nascem o vermelho-arroxeado, o vermelho-alaranjado, o amarelo-esverdeado, o amarelo-alaranjado, o azul-arroxeado e o azul-esverdeado.

Monocromia, análogas e complementares

A monocromia é a técnica de escolher apenas uma cor do Círculo Cromático e usar vários de seus diferentes tons para compor a paleta do espaço, tornando-o harmonioso e uniforme.

O uso de cores análogas é a escolha de duas ou três do Círculo Cromático em sequência como, por exemplo, vermelho, laranja e amarelo, criando uma sensação de continuidade.

A técnica de combinar cores complementares é a mais comum e consiste em usar tons que estão em lados opostos no Círculo Cromático, como amarelo e roxo, gerando um ambiente com cores vivas e contrastantes, que trazem energia e vida ao espaço.

Harmonia matemática

A combinação chamada de “Harmonia de 60º” é a escolha de três cores com a mesma distância entre elas no Círculo Cromático. Escolhe-se uma cor e pula-se três. Usa-se a próxima e repete-se o processo. Isso resulta em uma combinação vibrante, contrastante e, ainda assim, harmônica.

A “Harmonia de 90º” combina quatro cores, passando por dois tons opostos no Círculo Cromático e formando um retângulo. Escolhe-se uma cor inicial, pula-se as duas seguintes e usa-se a próxima. O processo deve ser repetido até finalizar a forma de um retângulo. Sincronia e contraste são característica desta técnica.

A “Harmonia de 120º” é uma das técnicas mais complexas, pois combina seis cores. Escolhe-se uma cor do Círculo Cromático, pula-se uma e usa-se a outra até escolher seis. Tem-se, então, uma paleta colorida, que quando bem feita não deixa o ambiente pesado e desequilibrado.