Cine Perplan exibiu “A Cor Púrpura” e “Intocáveis”

23 de julho de 2020 em  Notícias Perplan

Devido ao distanciamento social, ação do grupo “Pensando nas Pessoas”, do programa Perplan do Amanhã, tem veiculado os filmes do Cine Perplan em plataforma digital e cada colaborador assiste em seu próprio computador

Os filmes apresentados pelo projeto Cine Perplan, em junho, foram os dramas “A Cor Púrpura” (“The Color Purple”), de 1986, dirigido por Steven Spielberg, e “Intocáveis” (“Intouchables”), de 2011, escrito e realizado por Olivier Nakache e Éric Toledanc.

O projeto já exibiu “Cinema Paradiso”, de Giuseppe Tornatore, “12 Homens e uma Sentença”, de Sidney Lumet, e o “Silêncio dos Inocentes”, de Jonathan Demme. Devido ao distanciamento social, cada colaborador assistiu aos filmes em seu próprio computador, por meio de uma plataforma digital disponibilizada pela empresa.

O Cine Perplan é uma iniciativa do “Pensando nas Pessoas”, um dos cinco grupos nascidos do programa Perplan do Amanhã. Ele foi criado pelo presidente da incorporadora, Ricardo Telles, em meados de 2019, como forma de preparar o futuro da empresa, descobrir talentos, fomentar a integração de diferentes áreas internas e ampliar a aproximação entre as lideranças e a diretoria da organização.

A escolha do filme é sempre participativa. Em uma lista de 25 longas-metragens, os colaboradores escolheram 10, que estão sendo exibidos desde o final do ano passado.

“A Cor Púrpura”

Em uma pequena cidade da Geórgia, Celie (Whoopi Goldberg), uma jovem com apenas 14 anos que foi violentada pelo pai, torna-se mãe de duas crianças. Além de perder a capacidade de procriar, ela é separada dos filhos e de sua irmã e doada a “Mister” (Danny Glover), que a trata como escrava e companheira.

Grande parte da brutalidade de Mister vem de uma forte paixão por Shug Avery (Margaret Avery), uma sensual cantora de blues. Celie compartilha sua tristeza em cartas, a única forma de manter a sanidade em um mundo no qual poucos a ouvem, primeiro com Deus e, depois, com a missionária irmã Nettie (Akosua Busia).

Quando Shug, aliada a Sofia (Oprah Winfrey), esposa de Harpo (Willard E. Pugh), filho de Mister, entram em sua vida, Celie revela seu espírito brilhante, ganhando consciência de seu valor e das possibilidades que o mundo lhe oferece.

“A Cor Púrpura” ganhou o prêmio de Melhor Filme no National Board of Review, em 1986, e a protagonista Whoopi Goldberg levou dois prêmios de Melhor Atriz – Golden Globe Awards e BAFTA.

“Intocáveis”

Philippe (François Cluzet) é um aristocrata rico que, após sofrer um grave acidente, fica tetraplégico. Precisando de um assistente, decide contratar Driss (Omar Sy), um jovem problemático que não tem a menor experiência em cuidar de pessoas no seu estado.

Aos poucos, Driss aprende a função, apesar das diversas gafes que comete. Philippe, por sua vez, se afeiçoa cada vez mais ao jovem por ele não tratá-lo como um pobre coitado. Aos poucos, a amizade se estabelece, com cada um conhecendo melhor o mundo do outro.

O filme ganhou prêmios de Melhor Filme no Festival Internacional de Cinema de Tóquio, em 2011 e no Globos de Cristal, em 2012. O protagonista Omar Sy levou quatro prêmios de Melhor Ator – Festival Internacional de Cinema de Tóquio, Prix Lumières, Globos de Cristal e César de 2012.

(Visited 14 times, 1 visits today)

Esse post ainda não contém comentários.

Deixe um comentário